Projeto Integrador de Disciplinas – SENAI – 1º Semestre de 2016

Esta semana, na Escola SENAI ‘Jorge Mahfuz’ (São Paulo/SP), conforme tradição semestral, os alunos apresentaram o PID – Projeto Integrador de Disciplinas. A proposta do mesmo é, de fato, mesclar as disciplinas ministradas ao longo do semestre, demonstrando aos alunos a sua versatilidade e real aplicação industrial.

Assim, alunos dos diversos cursos da unidade, teriam de solucionar problemas desafiadores a fim de demonstrar que absorveram o conteúdo desenvolvido.

A partir disso, os alunos dos cursos listados abaixo deveriam apresentar as soluções com os requisitos mínimos estipulados pelos docentes:

  • CT – Técnico em Eletroeletrônica;
  • CT – Técnico em Mecânica;
  • CAI – Eletricista de Manutenção;
  • CAI – Mecânico de Manutenção.

Mecânico de Manutenção – VOITH – Prof. Eduardo Cremonês e Prof. Rudolfo Hesse

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Desta forma, os alunos da turma CM1N-A e B (CAI – Mecânico de Manutenção), trabalharam com um Conjunto Mecânico Simples (Morsa / Saca Polias) e tiveram que:

  • Descrever o processo de desmontagem/montagem e as ferramentas utilizadas durante o processo;
  • Desenhar manualmente as peças em Projeção Ortogonal / Perspectiva Isométrica;
  • Desenhar manualmente a montagem do Conjunto Mecânico – Projeção Ortogonal (Tabela e Balonamento);
  • Utilizar instrumentos de medição e Elaborar os Relatórios Dimensionais;
  • Pesquisar os tipos de materiais comumente aplicados as peças nas situações as quais são submetidas;
  • Calcular a Massa (kg) de todas as peças, considerando o valor final do conjunto montado;
  • Elaborar Relatório Técnico Descritivo do Projeto;
  • Elaborar apresentação.

Na elaboração destes projetos, notamos que os alunos passam a compreender na prática o envolvimento e as ligações existentes entre as disciplinas. O SENAI-SP entende que é apenas expondo o aluno a situações desafiadoras que o mesmo chegará preparado ao mercado de trabalho, não o limitando apenas a avaliações individualizadas e fora do contexto cotidiano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *